Em edifícios com grandes áreas de piso e em edifícios altos, saídas de hidrantes serão necessárias no interior

Confira aqui
A fim de superar a dificuldade que o serviço de bombeiros teria em
transportar a água de combate a incêndios para o foco do incêndio. Nestes casos, os
hidrantes terão a forma de saídas de válvula de pouso, às quais uma mangueira padrão de
bombeiros padrão pode ser conectada. As válvulas de pouso serão montadas em redes de
incêndio úmidas ou secas, geralmente chamadas de “risers”.
As redes úmidas ou risers permanecem carregados e a água está disponível
instantaneamente quando necessário. Os risers secos devem ser carregados, geralmente
por meio de um acoplamento externo da brigada de incêndio quando eles comparecem às
instalações, para combater um incêndio.
Os risers secos e úmidos precisam ser testados regularmente – geralmente anualmente –
para garantir que funcionem conforme projetado, que os acoplamentos de mangueiras
estejam operacionais e que as válvulas e torneiras de roda se movam livremente. É dever
da “pessoa responsável” garantir que esses testes sejam realizados.
O padrão britânico atual usado para projeto, instalação, teste e manutenção de risers
úmidos e secos é BS 9990: 2015 Código de prática de sistemas não automáticos de
combate a incêndio em edifícios

Comentários estão desabilitados.